sábado, 27 de dezembro de 2008

"A capacidade de luta que há em você precisa de adversidade para REVELAR-SE".

Tristeza não tem fim...felicidade sim... Lembra dessa música? Pois... Mas não quero falar sobre isso não. Ou melhor, quero. Quero. A nossa casa sofreu um pouco com a chuva, digamos que ela inundou um "pouquinho". Cachoeira em cima do computador, o quarto molhado, roupas de cama, sofá, mesa e cadeiras [a nossa mesa!] tudo molhado... Vazou água do banheiro pra sala [ e o cheiro...], mas isso só aconteceu pq a bendita da calha estava entupida. Mas o pior vocês não sabem: estava entupida principalmente por descaso dos vizinhos com a casa alheia, mas que vizinhos são esses? Bem, uma "casa de festa", ou "de diversões", ou se preferirem um simples PUTEIRO. Sim. Na nossa calha havia cd's e fitas de vídeo de conteúdo "impróprio para menores", cuecas, blusas de malha, meias, sacos plásticos, camisinha usada e o que mais vcs puderem imaginar. Raiva, muita raiva foi o que senti, vontade enorme de botar fogo naquele "estabelecimento" filho da p@&¨%. Ai de mim se minha mãe e Alice não estivessem por lá... fiquei paralisada e só sabia chorar; foram elas que correram com balde, rodo, vassoura e pano de chão. Marido, tadinho, subiu debaixo de chuva no telhado para descobrir a infelicidade que acabei de contar, mas esperem só...antes de mudar vou deixar um recadinho bem bacana colado na porta da "casa de festa":
Senhoras Putas, Agradeço por terem feito do meu telhado uma lata de lixo e assim
terem acabado com o meu 25/12, por terem destruído o que paguei com tanto custo e principalmente por terem feito do meu 2008 um ano simplesmente inesquecível.
Atenciosamente, A filha da mãe (que sou).

2 comentários:

  1. Tenho cá as minhas dúvidas quanto ao recadinho que vc pretende deixar no puteiro...rsrs

    Será que marido vai deixar? kkkkkkk

    ResponderExcluir

Comentários: