terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Um pouco de Clarice nesse dia....

"Eu queria poder usar a delicadeza que também tenho em mim, ao lado da grossura de camponesa que é o que me salva." "...ela havia por medo cortado a dor. Só com Ulisses viera aprender que não se podia cortar a dor - senão sofreria o tempo todo. Sem a dor ficara sem nada, perdida no seu próprio mundo e no alheio sem forma de contato."
"Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas, nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite."
"Fico com medo. Mas o coração bate. O amor inexplicável faz o coração bater mais depressa. A garantia única é que eu nasci. Tu és uma forma de ser eu, e eu uma forma de te ser: eis os limites de minha possibilidade."
"O que é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesmo."

2 comentários:

  1. queria descobrir os limites das minhas possibilidades! sinto-me segura com limites.

    ResponderExcluir

Comentários: